Warning: include_once(/home/lanuxland/lanux.com.br/wp-content/plugins/wordpress-support/wordpress-support.php): failed to open stream: Permission denied in /home/lanuxland/lanux.com.br/wp-settings.php on line 210

Warning: include_once(): Failed opening '/home/lanuxland/lanux.com.br/wp-content/plugins/wordpress-support/wordpress-support.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/lib/php:/usr/local/php5/lib/pear') in /home/lanuxland/lanux.com.br/wp-settings.php on line 210
// LanuxLand 101 » Blog Archive » Humaitá
Too lazy to be ambitious, I let the world take care of itself. Ten days' worth of rice in my bag; a bundle of twigs by the fireplace. Why chatter about delusion and enlightenment? Listening to the night rain on my roof, I sit comfortably, with both legs stretched out. - Zen Master Ryokan (1758–1831)

Humaitá

Posted: June 12th, 2007 | Author: | Filed under: Textos | 1 Comment »

Conheci essa mulher num sofá azul de novembro. Dizia-se que dançava ao vento, explicação sensível por seu andar murmurado. Reparei logo: beleza de inspiração.

A inconstância herdada do mundo trouxe-lhe os olhos pequenos que transpareciam abismos. Um sorriso, um adeus, um resto de perfume que era teu….

Pausa para o silêncio.

Fui feliz pra sempre quando descobri que sutilezas não se encontram apenas no bem-me-quer. Tudo na vida é um questão de perspectiva…

- Moço, esse seu copo tá meio cheio ou meio vazio? Posso levar?


One Comment on “Humaitá”

  1. 1 lia sua said at 12:58 am on June 14th, 2007:

    babe babe, engraçado que a gente fique perto, tão perto e ainda assim, brinque de ficar longe.
    a gente tem esse amor e ele é tão nosso e é tão nosso também estar aqui, sempre.
    te amo, meu amor.
    te amo como naquele dia de novembro, naquele sofá azul.


Leave a Reply